Sábado, 28 de Março de 2020
GERAL

Por que os criminosos temem ir para um presidio federal? Clique e leia

Publicada em 07/03/20 às 15:09h - 3833 visualizações

por Bagé 24h


Compartilhe
   

Link da Notícia:

O Rs transferiu 18 detentos para penitenciárias federais  (Foto: Divulgação)


Penitenciárias federais são muito diferentes com relação às regionais e estaduais.

No Brasil, são cinco penitenciárias divididas em regiões estratégicas e isoladas dos grandes centros.

As penitenciárias federais, tem um sistema mais rígido com relação a disciplina onde um detento pode ficar, por exemplo, até 6 meses totalmente isolado, as luzes são apagadas às 22h, o uso de uniforme é obrigatório, não há sinal de telefonia móvel e o detento não precisa sair da cela para tomar sol por exemplo.

Nas penitenciárias federais o acesso é muito restrito, até mesmo os servidores são submetidos a revistas minuciosas e um advogado não mantém contato direto com o detento.

Tiago Rafael Leges (Mochilao), de 34 anos, cumpre pena desde 2012 quando foi preso em Bagé e posterior transferido para Pelotas, de onde continuou comandando as ações criminosas em Bagé como roubos a joalherias, assaltos, venda de drogas, sequestros, clonagem de veículos, dentre outros.

Suas penas totalizam mais de 130 anos.

Em 2018, após comandar um sequestro em Bagé, mochilão foi transferido para a penitenciária de alta segurança de  Charqueadas(PASC) de onde continuou comandando algumas ações em Bagé sendo apontado recentemente como lider dos ataques a casas de apostas, onde cinco foram incendiadas nas últimas semanas, além de alguns veículos roubados .em Bagé

No último dia 2 de Março, alguns dos principais lideres de facções no RS, foram transferidos para 5 penitenciárias federais, dentre eles o mochilão.

A secretaria de segurança do estado do RS não divulgou para quais penitenciárias cada preso foi transferido.

Através de algumas informações, a reportagem conseguiu as duas penitenciárias possíveis para onde mochilão foi levado.

CONHEÇA:

RONDÔNIA

A Penitenciária Federal de Porto Velho, localizada em Porto Velho, Rondônia, é a terceira penitenciária federal de segurança máxima do Brasil. Administrada pelo Ministério da Justiça, a obra foi entregue em 21 de maio de 2008. O equipamento foi inaugurado em 16 de junho de 2009.

A construção foi realizada em dois anos a um custo de R$ 25 milhões. A penitenciária foi planejada de modo que 300 funcionários sejam responsáveis por até 208 presos de alta periculosidade. São 12,7 mil m² de área construída e os são presos ocupam celas individuais, divididas em quatro alas. A penitenciária também possui 12 celas de isolamento subterrânea para presos em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). As celas tem área de 7m². Para os presos submetidos ao RDD, as celas têm o dobro do tamanho, pois contam com espaço para banho de sol, de modo que o preso não precise sair da cela. O mobiliário é feito de concreto, constituindo-se de cama, mesinha, banco, prateleiras, lavatório e vaso sanitário.

A implantação do Sistema Penitenciário Federal é prevista pela Lei de Execução Penal, de 1984. O objetivo é abrigar presos de alta periculosidade que possam tumultuar o ambiente dos presídios, sofrer atentados, ser alvo de tentativas de resgate ou que estejam submetidos ao regime diferenciado. Todas as unidades do Sistema contam com aparelhos de raio-x, de coleta de impressão digital, detectores de metais e câmeras de monitoramento 24 horas por dia. Toda pessoa que entre nesses estabelecimentos - seja servidor, visitante ou advogado - é revistada. Os presos e seus defensores não têm contato físico.

RIO GRANDE DO NORTE

A Penitenciária Federal de Mossoró – RN (PFMOS) completa 11 anos de funcionamento consolidando-se no cenário nacional como importante instrumento de controle ao crime organizado.

Firmou-se como referência na custódia dos presos e em todo aspecto da execução penal. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) avaliou a Penitenciária Federal em Mossoró como “Excelente”, em 2018.

Sua capacidade e para 208 presos em regime totalmente fechado e conta com equipamentos para revista detalhada em qualquer pessoa seja servidor, visitante ou advogados.





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (53) 9 99790904

Visitas: 1387011
Usuários Online: 23
Copyright (c) 2020 - Bagé 24 Horas - CNPJ 18.981.869/0001-20